Logística

A logística empresarial lida com todas as atividades de movimentação e armazenamento, com a finalidade de facilitar o fluxo de produtos ou serviços, desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o seu consumo final, bem como os fluxos de informação que colocam os serviços em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes ao menor custo possível.

Assim, a Logística e Administração de Materiais pretende promover melhor nível de rentabilidade nos serviços de distribuição aos clientes, através de planejamento, organização, liderança e controle efetivos para as atividades da empresa desde a compra da matéria-prima à entrega do produto (ou serviço) ao cliente.

Segundo Oliveira (2009), a administração de materiais faz parte da logística empresarial. Pode ser entendida como sendo o conjunto de operações associadas ao fluxo de materiais e informações, desde a fonte de matéria-prima até a entrada na fábrica; em resumo é “disponibilizar para produção”; sendo que participam desta área os setores de: Suprimentos, Transportes, Armazenagem e Planejamento e Controle de Estoques.

A administração de materiais pode ser conceituada como sendo parte do processo da cadeia de suprimento que planeja, implementa e controla de modo eficaz, os fluxos adiante e reverso e a estocagem de bens, serviços e informações, do ponto de origem ao ponto de consumo, a fim de atender as necessidades dos clientes. (Concil of Logistics Management), ou seja, a administração de materiais é um subprocesso que controla e monitora os diversos recursos existentes dentro de uma empresa.

Segundo o Portal Administração, os materiais representam a maior parcela de custo de produtos acabados, sendo responsáveis por 52%, podendo chegar a 85%, do custo do produto numa empresa média.

O objetivo primordial da administração de materiais é definir a quantidade certa de estoque, alinhando as aquisições dos recursos de acordo com o fluxo de caixa da empresa. Para tanto, é necessário selecionar os fornecedores de acordo com as necessidades (financeiras e materiais) da empresa, observando o custo x benefício.

Atualmente a administração de materiais pode ser, também, conceituada como um sistema integrado no qual diversos outros subsistemas interagem entre si, resultando em dois eventos maiores: tempo oportuno e quantidade ideal.

Dentre os subsistemas comuns na administração de materiais, podemos citar: o controle de estoque, classificação, aquisição, armazenamento, movimentação, inspeção, padronização e transporte. Quando integrados, esses subsistemas funcionam como mecanismos que impulsionam a administração de materiais e logística, o que permite que a mesma tenha pleno funcionamento.

Fontes:

OLIVEIRA, Flávio Roberto de. LOGÍSTICA E ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS: Vantagem Competitiva. São Paulo, 2009.

http://www.portal-administracao.com/2013/12/administracao-de-materiais-conceito.html