TECONOLOGIA EM LOGÍSTICA

O CURSO SUPERIOR DE TECONOLOGIA EM LOGÍSTICA

 

Identificação do Curso

 

Denominação: Curso Superior de Tecnologia em Logística

Diploma: Tecnólogo em Logística

Modalidade: Presencial

Total de Vagas Anuais: 240

Dimensões da Turma: Turmas de 60 alunos

Turnos de Funcionamento: Diurno e Noturno

Carga Horária Total do Curso: 1680 h

Integralização Curricular do Curso: mínima-04 semestres e máxima-06 semestres

 

Em um mundo sem fronteiras, entregar o produto certo na hora certa com o menor custo é vital para a competitividade de uma empresa. Por isso, a logística vem ganhando destaque no mundo dos negócios, no que diz respeito a sua finalidade e, principalmente, a sua importância estratégica, já que pode ser reconhecida como um conhecimento que os gestores devem dominar plenamente.

As estratégias utilizadas atualmente para alavancar resultados empresariais teve sua origem com as estratégias primitivas da humanidade. Principalmente as estratégias logísticas, as quais remontam a épocas longínquas da civilização, porém atualmente incorporadas ao perfil estratégico de guerra, a qual ganhou campo fértil de atuação na busca incessante pela conquista, satisfação e fidelização dos consumidores.

A logística envolve todas as atividades de movimentação do produto, desde a sua fabricação ou produção até o uso pelo cliente. Mas, para que o produtor assegure uma entrega no momento certo, precisa que seus fornecedores também entreguem os insumos no momento certo, de tal forma que este tema permeia toda a cadeia produtiva.

O papel do planejador e gerenciador em logística não é apenas planejar a melhor sequencia, lotes e rotas. Um dos principais itens do gerenciamento está em estabelecer alternativas em caso de acidentes, congestionamento, alagamentos etc., que comprometam os prazos. Não se trata de um planejamento linear, mas de um planejamento estratégico que considera diversas variáveis e os ajustes operacionais em função das condições reais as quais esta sujeita a operação. Algumas empresas irão cuidar de operações mais amplas, envolvendo, por exemplo, o comércio internacional.

Formar integralmente profissionais que saibam planejar, executar e tomar decisões eficazes para garantir o desenvolvimento logístico da região e do país é um desafio para a educação em logística.  Não apenas uma formação voltada para a linearidade ou previsibilidade de ações, mas para o imprevisível, o novo, a mudança, que são contextos atuais no mundo dos negócios. Comprar bem, processar a produção tendo em vista a economicidade e recursos escassos, e entregar com rapidez faz parte do planejamento do gestor logístico. Dentro da visão de gestão do conhecimento, o domínio sobre a logística é, sem dúvida, um fator estratégico, com valor maior que a realização de pesados investimentos físicos.

 

Objetivos do curso

 

Objetivo Geral

 

Formar profissionais com sólidos conhecimentos teóricos e práticos, aptos a desenvolver de forma plena e inovadora atividades na área de logística.

 

 

 

Objetivos Específicos

  • desenvolver no discente as habilidades gerenciais necessárias que culminam num processo de tomada de decisão eficaz para as atividades que envolvem a logística;
  • atribuir ao discente o espírito empreendedor do profissional do novo milênio, vinculado às ações de responsabilidade social empresarial e valorização no ensino, pesquisa e extensão em logística;
  • projetar e manter no discente o raciocínio sistêmico, com foco no ambiente interno e externo das organizações, acompanhando os processos de mudanças empresariais que levam a renovação dos serviços industriais e de logística;
  • concretizar o processo de ensino aprendizagem em logística com elaboração e vivência de teorias e práticas atuais, vinculadas as demanda de mercado, amparadas nas peculiaridades regionais e globais que determinem o perfil profissional desejado;
  • formar profissionais aptos a atuar como gestores em empresas públicas e privadas, de pequeno, médio e grande porte, bem como em empresas prestadoras de serviços na área de gestão da Logística.

 

Estes objetivos do curso explicitam os compromissos da FIS de formação integral, tecnológica, humana e científica, bem como com as demandas do setor produtivo da região.

 

Perfil do Egresso

 

De um modo geral, os tecnólogos têm formação direcionada para aplicar, desenvolver e difundir tecnologias, gerir processos de produção de bens e serviços, e atuar em ações de empreendedorismo.

Trata-se da qualificação real dos profissionais envolvidos no processo, ou seja, da qualificação mais centrada no saber-ser do que no saber-fazer. O conjunto de competências, habilidades e atitudes deve ser desenvolvido ao longo do curso, por meio da articulação dos vários saberes (formais, informais, teóricos, práticos) para resolver problemas e enfrentar situações de imprevisibilidade.

Os egressos do CST em Logística da FIS deverão tanto exercer as práticas de logística na organização em que atuam e fora dela, bem como deverão estar dotados de uma formação generalista, humanista, critica, técnico-gerencial e prática, indispensável à compreensão interdisciplinar da sociedade e com capacidade de se ajustar as novas demandas geradas pelo progresso cientifico e tecnológico do país. Especificamente os egressos deverão estar preparados para:

  • estruturar e gerenciar os processos logísticos internos e externos a organização onde estão inseridos;
  • analisar, interpretar, planejar, implantar, coordenar e controlar trabalhos nos campos da logística;
  • exercer a prática gerencial, nas diversas áreas de atuação da logística;
  • estar atento as novas manifestações da ciência da administração no que diz respeito a logística;
  • ter formação humanista, técnico-administrativa e pratica, indispensável à adequada compreensão interdisciplinar dos fenômenos gerenciais e das transformações socioeconômicas na área da logística;
  • exercer a ética associada à responsabilidade social e profissional;
  • ser um profissional seguro, criativo, ousado;
  • ser agente de transformação do mundo contemporâneo e dos novos paradigmas que norteiam as diferentes ciências que interferem na logística;
  • atuar com competente e crítica na prática de pesquisas em logística;
  • ter consciente da necessidade permanente de atualização de conhecimentos e técnicas na área da logística.

 

Logo, o Curso Superior de Tecnologia em Logística da Faculdade de Integração do Sertão traz como proposta de formação do Tecnólogo em Logística a construção das seguintes competências e habilidades:

  • reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão;
  • desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais;
  • refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;
  • desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais;
  • ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional;
  • desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável;
  • desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações;
  • desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais.
  • desenvolver o aprendizado dos princípios fundamentais da logística e suas interfaces com as demais áreas da empresa;
  • capacitar no uso das ferramentas e no entendimento dos aspectos operacionais que possibilitam a otimização dos processos logísticos das organizações;
  • proporcionar a compreensão da logística como parte da estratégia corporativa;
  • desenvolver as habilidades necessárias para atuar no transporte, distribuição e armazenamento de produtos, tendo em vista o aumento da produtividade e a redução de custos;
  • fornecer e estimular o intercâmbio de conhecimentos teórico-científicos e práticos das atividades de gestão da cadeia de suprimentos;
  • promover um ambiente propício à discussão, à análise e à reflexão de questões pertinentes às diversas abordagens da logística;
  • capacitar no uso das tecnologias da informação como ferramentas de gerenciamento e controle das operações de logística;
  • desenvolver as competências e habilidades necessárias para atuar sob pressão e estabelecer prioridades para o trato de problemas das mais diversas naturezas, colocando os participantes em situações de conflito com o tempo disponível para tomar decisões.

 

O egresso a ser formado pela Faculdade deverá, ainda, ter a capacidade de lidar e interagir com os múltiplos desafios da globalização e competitividade existentes no setor.

 

 

Campo de Atuação

 

A importância de manter um setor de logística adequado torna essa área muito promissora. O tecnólogo é contratado para cuidar do armazenamento, almoxarifado e controle de estoque, bem como para planejar o transporte de mercadorias da empresa para os clientes, otimizando tempo e custos. Ele encontra oportunidades em empresas públicas e privadas dos mais diversos setores e portes, como de transporte, automobilístico, alimentício e varejo.

Abaixo, algumas funções que possam ser exercidas pelo Tecnólogo em Logística:

-Gerente de Logística

-Gerente de Cadeia de Suprimento

-Gerente de Operações

-Supervisor de Operações

-Supervisor de Cadeia de Suprimento

-Analista de Resultados das Operações Logísticas

-Analistas de Rotas e Meios de Transporte

-Analista de Processos Logísticos.

-Na docência em instituições de ensino e em pesquisa.

 

Com tantas possibilidades de atuação, o profissional deverá estar atento àquilo que é mais importante no mercado: sua capacidade para se adaptar e adaptar a empresa às constantes mudanças. Nessa nova realidade o fundamental é a visão que o profissional deve ter para a aplicação de estratégias corretas nos diversos segmentos do mercado, particularmente em cenários que mudam a cada novo paradigma.

 

 

Fluxograma Curricular

1o. PERÍODO
2o. PERÍODO
3o.PERÍODO
4o. PERÍODO
Comunicação e Expressão

(02)

Administração de Marketing

(04)

Gestão de Transportes e Tráfego

(04)

Gestão de Tecnologia e Informação em Logística

(04)

Economia e Gestão

(02)

Logística

(04)

Gestão de Produtos e Operações

(04)

Gestão de Custos, Riscos e Perdas

(04)

Gestão de Recursos Humanos

(04)

Empreendedorismo

(04)

Gestão de Armazenamento, estoque e distribuição

(04)

 

Tópicos Estratégicos em Logística

(04)

Estratégias de Gestão e Organização Empresarial

(04)

Administração da Produção

(02)

Gestão da Qualidade em Bens e Serviços (02) Planejamento de Cenários Logísticos

(04)

Administração Financeira

(04)

Direito Empresarial

(02)

Gestão da Cadeia de Suprimentos: Parcerias e Técnicas

(04)

Logística Internacional

(02)

Contabilidade Gerencial

(04)

Psicologia e Comportamento nas Organizações

(04)

Logística Reversa

(02)

Tópicos Integradores

(02)

Carga Horária Teórica – 1.560 h/a                                Carga Horária Prática – 40 h/a

Atividades Complementares – 80 h/a

 

Coordenador:  Prof. Túlio Edson Souza da Silva

Email: logistica@fis.edu.br

Fone: (87)3831-1472 – Ramal 205

istanbul sehirlerarasi nakliyat hacklink istanbul evden eve nakliyat atasehir evden eve nakliyat istanbul evden eve nakliyat firmalari atasehir evden eve nakliyat