Enfermagem

RECONHECIMENTO

Renovado pela Portaria Ministerial, nº 820 de 30 de dezembro de 2014

DENOMINAÇÃO

Curso de Bacharelado em Enfermagem

DIPLOMA

Bacharel em Enfermagem

TURNO

Integral

MODALIDADE

Presencial

VAGAS

100

DIMENSÕES DA TURMA

50 alunos

DURAÇÃO MÁXIMA

16 Semestres

DURAÇÃO MÍNIMA

10 semestres

CARGA HORÁRIA TOTAL

4.260 horas

 

 

 

O Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Integração do Sertão (FIS), observados os preceitos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996), tem como regime o seriado semestral com 20 (vinte) semanas letivas, e visa preparar profissionais aptos a exercerem as funções requeridas, com visão integral dos aspectos a eles relacionados.

O PPC foi construído em total observância às Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem definidas na Resolução MEC/CNE/CES Nº 3, de 07 de novembro de 2001.

As Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana estão inclusas como conteúdos disciplinares e nas atividades complementares em consonância com a Resolução CNE/CP N° 01, de 17/6/2004.

O PPC de Enfermagem atende, também, a Resolução MEC/CNE/CES nº 33/2007, que dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização e duração do curso de graduação em enfermagem, na modalidade presencial.

Vale registrar que a carga horária total do curso (4.160 horas) está mensurada em hora aula de 60 minutos de atividades acadêmicas e de trabalho discente efetivo, conforme preconizam os artigos 2º e 3º da Resolução MEC/CNE/CES nº 3, de 02/07/2007.

OBJETIVOS DO CURSO

Objetivo Geral:

Formar enfermeiros aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção, tratamento e reabilitação em saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Assegurar que a prática seja realizada de forma integrada com as demais instâncias do sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da área de saúde e de procurar soluções para os mesmos. Os enfermeiros devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução dos problemas de saúde. Os enfermeiros devem ainda ser acessíveis à troca de informações com os pacientes, com outros profissionais de saúde e com o público em geral e, ao mesmo tempo, saber manter a confidência das informações confiadas a eles por aqueles que estão sob seus cuidados.

Objetivos Específicos:

O Enfermeiro deve possuir, também, competências técnico-científicas, ético-políticas, sócio-educativas contextualizadas que permitam:

  • atuar profissionalmente compreendendo a natureza humana em suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas;
  • incorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação profissional;
  • estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões;
  • desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional;
  • compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações;
  • reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
  • atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso;
  • ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança;
  • reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde;
  • atuar como sujeito no processo de formação de recursos humanos;
  • responder às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente, em níveis de promoção, prevenção e reabilitação à saúde, dando atenção integral à saúde dos indivíduos, das famílias e das comunidades;
  • considerar a relação custo-benifício nas decisões dos procedimentos na saúde;
  • reconhecer-se como coordenador do trabalho da equipe de enfermagem;
  • assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional em saúde.

PERFIL DO EGRESSO:

Enfermeiro, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos. Capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psicosociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano.  

CAMPO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL:

       O egresso do curso de enfermagem, a partir das competências e habilidades desenvolvidas ao longo de todo seu processo de formação estará apto a atuar nas diversas áreas que contemplam a saúde pública e privada, em seus diferentes níveis de atenção, tais como unidades básicas de saúde, unidades de atendimento de urgência e emergência, hospitais públicos e privados, clínicas, consultórios, atendimentos a domicílio, empresas, repartições públicas e eventos esportivos; atuar na área acadêmica, como docente, supervisor de estágio ou preceptor de cursos da área de enfermagem de nível médio/técnico e ensino superior, assumir cargos de gestão em saúde, pública ou privada como secretários de saúde, coordenadores de programas assistenciais e/ou pesquisa, gestores em nível federal, estadual, municipal, ou ainda gerentes de serviços de enfermagem em unidades hospitalares, como por exemplo: Centro Cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva, Serviço de Hemodiálise, Pronto Socorro e de outros serviços como, Centros e Unidades Básicas de Saúde atuando na liderança de Equipes da ESF – Estratégia Saúde da Família ou NASF - Núcleo de Atenção Básica à Saúde da Família, bem como na pesquisa, em todos os seus núcleos de desenvolvimento dentro do âmbito da saúde.

Coordenação

Profa. Karla Millene Sousa Lima Cantarelli

E-mail: karlamillene@hotmail.com

Telefone: (87) 3831-1472 Ramal: 206

Opte por um futuro relevante

A Faculdade de Integração do Sertão – FIS, com limite territorial circunscrito ao município de Serra Talhada, no Estado de Pernambuco, é mantida pela Sociedade de Ensino Superior de Serra Talhada Ltda., pessoa jurídica de direito privado com fins lucrativos. A Sociedade de Ensino Superior de Serra Talhada Ltda. possui sede e foro no município de Serra Talhada, no Estado de Pernambuco. Seu Estatuto Social foi inscrito no Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas de Serra Talhada, sob número de ordem 248 do livro A nº 03 – PJ, fls. 14, em 14 de Janeiro de 2004.

Fachada

Notícias Recentes

Portal Acadêmico