R. João Luiz de Melo, 2110 - Tancredo Neves, Serra Talhada/PE (87) 3831-1472 (87) 98124-4526 faleconosco@fis.edu.br

Engenharia Civil

RECONHECIMENTO

Portaria Nº 70 de 13 de março de 2020

DENOMINAÇÃO

Curso de Bacharelado em Engenharia Civil

DIPLOMA

Bacharel em Engenharia Civil

TURNO

Manhã e Noite

MODALIDADE

Presencial

VAGAS

240

DIMENSÃO DA TURMA

60 alunos

DURAÇÃO MÁXIMA

14 semestres

DURAÇÃO MÍNIMA

10 semestres

CARGA HORÁRIA TOTAL

3.600 horas

MENSALIDADE

R$ 1.050,00

Conheça o perfil no Instagram: @engcivilfis

APRESENTAÇÃO:

A implementação do curso de Engenharia Civil na Faculdade de Integração do Sertão, ocorreu no primeiro semestre de 2016, com a primeira turma composta por 95 alunos. Hoje, mesmo diante do cenário instável em decorrência da pandemia, no semestre letivo de 2022.2, o curso conta com aproximadamente o dobro de alunos. Esse número crescente confirma o interesse da população da região no desenvolvimento acadêmico como forma de melhoria de qualidade de vida impulsionadas pelo aquecimento do setor imobiliário, de intenso crescimento econômico e de infraestrutura no município. Entretanto, nos últimos anos, a região tem se destacado também no ramo de energias renováveis, em especial a solar. Em função da demanda por fontes de energia limpa e do potencial de geração da região, empresas têm se instalado tornando-se indispensável a atuação do engenheiro civil em sua concepção e implantação.

Tanto na demanda regional do mercado público e privado no setor de serviços quanto nas obras de infraestrutura e construção civil do país a procura por um corpo de engenharia qualificado é latente. O curso de Engenharia Civil da FIS vem para auxiliar essa demanda por profissionais qualificados e para atender uma região que requer qualidade nas instituições de ensino.

OBJETIVOS DO CURSO:

Objetivo Geral

Formar engenheiros generalistas aptos a atender as demandas do mercado, sociais e ambientais. Com base nisto, pode-se dizer que o curso objetiva proporcionar ao egresso amplo conhecimento, de modo a formar profissionais com sólida formação técnico-científica e profissional, que possuam as competências e habilidades preconizadas pelos órgãos governamentais, pelo mercado de trabalho e pela sociedade e, adicionalmente participar de forma ativa no desenvolvimento do país através da oferta de ensino de engenharia de qualidade e acessível.

Objetivos Específicos

  • Formar cidadãos compromissados com a missão, visão, metas e valores institucionais de forma que esta possa cumprir seus objetivos para com a sociedade;
  • Identificar e propor soluções técnicas aos problemas da sociedade, através do domínio e utilização de conhecimentos tecnológicos aplicados na área da engenharia Civil;
  • Capacitar o egresso para atuar nas fases de concepção, planejamento, projeto, construção, controle, operação e manutenção fiscalizar atividades profissionais à topografia, hidrologia, hidráulica, geotecnia, construção civil, saneamento, transportes e meio ambiente, em atendimento às demandas da sociedade, considerando seus aspectos sociais, econômicos, políticos e culturais, com uma visão humanística e de respeito ao meio ambiente e aos valores éticos;
  • Capacitar o egresso a absorver e desenvolver novas tecnologias, dentro de uma postura de permanente busca da atualização profissional;
  • Manter atualizado seu projeto pedagógico, visando acompanhar as evoluções tecnológicas e pedagógicas;
  • Oferecer um currículo que disponibilize ao estudante o tempo necessário para a consolidação dos conteúdos adquiridos, para o desenvolvimento de atividades acadêmicas complementares e para a realização de trabalhos extraclasses individuais e em grupo, visando o incremento de sua autonomia intelectual, entre outros;
  • Formar profissionais conscientes da sua responsabilidade profissional e social em especial com a situação específica do semiárido nordestino;
  • Formar profissionais proativos em sua atuação frente a demandas emergentes no mercado de trabalho;
  • Formar profissional para atuação responsável socialmente e conhecedor das necessidades da região do sertão;
  • Formar profissionais proativos em sua atuação frente a demandas emergentes no mercado de trabalho, em especial aquelas da região de Serra Talhada e entorno.

BASE LEGAL:

A concepção do curso de Engenharia Civil da FIS está amparada na Lei nº 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) e demais instrumentos normativos da Educação Superior, em particular na resolução CNE/CES 11, de 11 de março de 2002, que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia.

Da mesma forma, a concepção do referido curso está fundamentada na Resolução nº 02 de 18 de Junho de 2007, que dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial em consonância com o estabelecido pelas Novas Diretrizes Curriculares Nacionais de Engenharia, instituídas pela Resolução CNE/CES nº 2/2019.

PERFIL DO EGRESSO:

Pretende-se que o engenheiro civil da Faculdade de Integração do Sertão tenha um perfil integrador, generalista, humanista, crítico, reflexivo, criativo, cooperativo, ético, apto a pesquisar, desenvolver, adaptar e utilizar novas tecnologias, com atuação inovadora e empreendedora, capaz de reconhecer as necessidades dos usuários, formulando problemas a partir dessas necessidades e de oportunidades de melhorias para projetar soluções criativas de Engenharia, com transversalidade em sua prática, considerando os aspectos globais, políticos, econômicos, sociais, ambientais, culturais e capaz de atuar e adaptar-se às novas demandas da sociedade e do mundo do trabalho com postura isenta de qualquer tipo de discriminação e comprometido com a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentável. Ou seja, um profissional, que além da excelência técnica, tenha a capacidade de se relacionar bem com as pessoas, de integrar sinergicamente as partes e de alcançar resultados tecnicamente viáveis. Ou seja, um profissional, que além da excelência técnica, tenha a capacidade de se relacionar bem com as pessoas, de integrar sinergicamente as partes e de alcançar resultados tecnicamente viáveis. 

O perfil profissional proposto vem ao encontro das necessidades do mundo nos dias atuais uma vez que estará posicionado na interface entre a engenharia e ciências, permitindo o desenvolvimento de atividades, dentre as quais se destacam as relacionadas à:

  1. Supervisão, coordenação e orientação de grupos multidisciplinares de projetos;
  2. Prospecção e seleção de informações técnicas para orçamentos, relatórios de impactos ambientais e estudos de viabilidade financeira de projetos;
  3. Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio, divulgação técnica e extensão;
  4. Direção de obra e serviço técnico;
  5. Estudo de viabilidade técnico-econômica;
  6. Elaboração de especificações técnicas de implantação e operação;
  7. Elaboração de orçamento;
  8. Produção técnica e especializada;
  9. Assessoramento, consultoria e coordenação de obras e serviços técnicos;
  10. Perícias, arbitragens, vistorias, avaliações, laudos e pareceres técnicos;
  11. Execução ou fiscalização de obras e serviços técnicos especializados;
  12. Execução de instalação, montagem e reparo;
  13. Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo e manutenção;
  14. Padronização, mensuração e controle de qualidade.
  15. Olhar diferenciado para a região do semiárido brasileiro

CAMPO DE ATUAÇÃO:

O engenheiro civil atuará na concepção, planejamento, projeto, construção, operação e manutenção de edificação es infraestruturas. As edificações podem ser exemplificadas como edificações residências, de escritórios, shopping centers, hotéis, hospitais e as infraestruturas podem ser exemplificadas como sistemas hidráulicos, de saneamento, elétrico, de drenagem, de transporte, obras de terra.

Essa atuação do engenheiro ocorre tanto no setor público quanto nas empresas do setor privado. E aqui ressalta-se a atuação empreendedora com novos produtos e serviços demandados pela sociedade.

MATRIZ CURRICULAR:

A matriz curricular do curso de engenharia da FIS disponibiliza ao estudante o tempo necessário para a consolidação dos conteúdos adquiridos, para o desenvolvimento de atividades acadêmicas complementares e para a realização de trabalhos extraclasses individuais e em grupo, visando o incremento de sua autonomia intelectual.

A integralização curricular mínima ocorre em 05 anos e é composta por aulas teóricas, aulas práticas, estágio, atividades complementares, pesquisa e extensão. A carga horária a ser integralizada é 3.600 h.

Coordenador:  Prof. Esp. Klebson Santos da Silva

E-mail: engcivil@fis.edu.br

Fone: (87) 3831-1472 – Ramal 236

         (75) 99289-8233 - zap

Opte por um futuro relevante

A Faculdade de Integração do Sertão – FIS, com limite territorial circunscrito ao município de Serra Talhada, no Estado de Pernambuco, é mantida pela Sociedade de Ensino Superior de Serra Talhada Ltda., pessoa jurídica de direito privado com fins lucrativos. A Sociedade de Ensino Superior de Serra Talhada Ltda. possui sede e foro no município de Serra Talhada, no Estado de Pernambuco. Seu Estatuto Social foi inscrito no Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas de Serra Talhada, sob número de ordem 248 do livro A nº 03 – PJ, fls. 14, em 14 de Janeiro de 2004.

Fachada

Notícias Recentes

Portal Acadêmico

Código da Instituição - fis